Neste Laboratório vamos explorar, experimentar, olhar, sentir, mover, ouvir, caminhar, rodopiar, cair, rir, chorar, gritar, sussurrar, acordar, relaxar…Entrar dentro do que universo gigante da Dança Contemporânea e dos outros mundos artísticos que a podem ou não complementar. Passando pela improvisação e pela descoberta do nosso corpo individual e colectivo.
Aquecendo
Movendo
Criando
Observando
Pensando o Movimento a partir de várias artes performativas.

No final do terceiro mês irá acontecer uma apresentação pública do trabalho criativo realizado.

DATA: Sábados de Março, Abril e Maio

Pelo: Movimento Presente – Laboratório de criação artística

Com: Raquel Cabral

Idades:  >10 anos

Horário: 17h-19h

Valor de troca: 40€/mês

Info e inscrições: movimentopresente@gmail.com
+351 918429161

 

Raquel de Oliveira Cabral Faria nasceu a 6 de Agosto de 1987 em Lisboa.
Estuda, pesquisa e explora possibilidades de movimento, Dança e Coreografia.
Em 2004 iniciou os seus estudos como intérprete de Dança Contemporânea no Balleteatro no Porto, em 2007 regressa a Lisboa e integra a equipa do C.e.m. (Centro em Movimento) sob orientação de Sofia Neuparth, local onde participa na F.I.A. (Formação Intensiva Acompanhada).
De 2008 a 2010 frequenta a Escola Superior de Dança, em 2015 conclui a Licenciatura em Antropologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.

Paralelamente à sua formação académica vai enriquecendo o seu percurso artístico em Workshops, Masterclasses e Formações Intensivas de Composição e Criação onde tem o prazer de trabalhar com vários criadores, coreógrafos e investigadores tais como João Fiadeiro, Sofia Neuparth, Vânia Rovisco, Ainhoa Vidal, Victor Hugo Pontes, Isabel Barros, Janet Springer, Vera Mantero, entre outros.

Como coreógrafa destaca Imbróglia Imbróglios (2007), Raiz (2011), Jane (2013), Estudos sobre o Tempo (2017) e Kairoscópio (2018).
Kairoscópio é o solo que reflete o processo de estudo e investigação sobre pressupostos e dinâmicas de Tempo e o que este significa e como “manipula” toda a sociedade.
Trabalhou em 2018, com os alunos da escola profissional Balleteatro este tema, que dançaram esta peça no Coliseu do Porto.

Em 2018, a convite do programa Ópera no Património, exerce função de coreógrafa e bailarina da ópera Sansão e Dalila de Camile Saint-Saëns com apresentações em Pinhel, Porto, Coimbra e Lisboa.

Neste momento (2020) encontra-se em processo de criação num novo projecto interdisciplinar (V.A.G.O.) com um dos músicos mais criativo e promissor da sua geração, João Sousa.

Paralelamente lecciona aulas de Dança Clássica, Dança Criativa, Dança Contemporânea, Repertório Contemporâneo, História da Dança e Barra de Chão em várias escolas de Dança desde 2007.

É fundadora, directora e coreógrafa residente da Associação Cultural, Movimento Presente desde 2011.
É produtora e fundadora do Festival de Dança Contemporânea em Lisboa (FDC) que teve a sua estreia em Março de 2017 e que vai para a 4ª Edição em 2020.

________________________________________________________________